O plano de vida de muitos que estão lendo este texto pode ter a ver com ganhar mais liberdade, fazer o próprio horário, viajar e etc. Para que isso seja possível há muitas alternativas, mas uma delas, mais rápida do que acumular um bom dinheiro ou ter uma boa renda passiva, é trabalhar de forma autônoma. Quem é freelancer, porém, sabe que apesar da liberdade proporcionada, é preciso contar com uma grande organização para não perder tempo e ganhar produtividade. Como fazer isso?

Separamos 3 dicas interessantes para quem é freelancer – ou está pensando em se tornar – e quer ser mais produtivo, afinal, neste caso, tempo é dinheiro!

  1. Você consegue criar um sistema? – Em alguns jobs é possível criar um sistema para facilitar as coisas. Pode ser que você trabalhe com arte e possa já deixar à mão alguns templates semi-prontos; ou pode ser que você tenha que procurar sempre determinados números ou informações para escrever textos. Neste caso, já separe os links onde você os encontra para não ter que procurar tudo do zero a cada pesquisa. Isso também vale para fornecedores. Saiba exatamente quem pode te ajudar no caso de uma necessidade. Pense no seu ramo de atividade e veja se não dá para facilitar criando um sistema.
  1. Pergunte o que o cliente espera antes de iniciar – Para evitar retrabalho, converse com o cliente logo no início do trabalho, tire todas as dúvidas e veja bem o que ele espera. Não adianta ter um projeto lindo pensado apenas em sua mente se, após finalizado, ele não agradar a peça mais importante da engrenagem: o cliente. Vale criar um cronograma também e aprová-lo antes.
  1. Faça um orçamento correto – Quanto tempo o job vai levar para ser feito? Quanto você vai gastar para deixá-lo pronto? Terá que contratar alguém para ajudá-lo? Preparar um orçamento correto é essencial para não ter prejuízo, por isso é importante não apenas fazer os cálculos certinho mas também deixar uma pequena margem para o caso de refações.

 

Leia também:

26