Você tem uma série de planos de vida e todo um planejamento financeiro que vem seguindo à risca, mas sempre podem ocorrer percalços no meio do caminho, e um deles é ficar desempregado. Ainda que a notícia da demissão não costume cair bem (a não ser que já estivesse esperando ou querendo algo do tipo), é preciso pensar que se trata de uma fase temporária e é preciso organizar as finanças da melhor forma possível para ganhar certa tranquilidade enquanto ela não passa. Há três dicas importantes, entre outras, que você deve seguir se estiver passando por uma situação assim. São elas:

 

  • Rever as contas e fazer cortes: Aproveite o momento para fazer aquilo que nunca tinha tido tempo de fazer: organizar as despesas fixas e variáveis e checar o que realmente importa para você e sua família. Coloque na planilha todos os gastos que costuma ter durante o mês, como TV a cabo, internet, telefone celular, e etc. e verifique cada um deles cuidadosamente. Faça cortes ou considere opções mais econômicas. Você pode descobrir que a TV a cabo, por exemplo, mal estava sendo usada e custava um dinheiro que agora fará muita diferença. Avalie também as despesas variáveis. Nesta fase boa parte delas terá que ser cortada. Se for preciso precisar mudar o padrão de vida, ainda que temporariamente, faça isso.
  • Procure não fazer dívidas novas e negocie as que tiver: Pode parecer difícil não fazer dívidas em uma fase de desemprego, mas para evitar que isso aconteça primeiramente tente negociar aqueles valores que já estão sendo devidos. Você pode usar parte do dinheiro do FGTS ou da rescisão, por exemplo, para combinar um bom desconto caso acerte as dívidas, assim estará evitando que elas aumentem muito em pouco tempo e ganhará tranquilidade. Para não fazer novas, siga a dica anterior. Ou seja, reveja todas as despesas e tome cuidado para não gastar com o que não for absolutamente necessário nesta fase.
  • Procure não usar cartão de crédito ou use de forma sábia: Se antes era comum usar bastante o cartão de crédito e só conhecer o valor da fatura no dia do pagamento, agora isso tem que mudar. O ideal é pagar tudo à vista, usando somente o dinheiro que tiver disponível, ou usar o cartão de forma sábia, pagando toda a fatura no data de vencimento. Para isso, procure anotar os gastos, assim você não terá surpresas, podendo até mesmo negociar a mudança da data de vencimento para uma mais favorável e acumulando pontos, caso o seu cartão tenha essa possibilidade.

 

Leia mais:
17